sábado, 25 de julho de 2009

Trans-Iberiano - 2a Etapa - Igualada - Lérida

Foi dia 22 de Julho, pelas 9h que começei a pedalar pela N2 fora. Esperavam-me 90km pela frente, sobre o sol ibérico e numa das regioes mais quentes e secas da península.

Durante a manha cruzei as povoaçoes de Jorba, Santa Maria de Cami, Vergòs, Cervera até chegar a Tàrrega pelas 13h. A meio caminho, numa bomba de gasolina, em busca de indicaçoes para o caminho travei conheci um ciclista de estrada local, que se juntou na pedalada durante alguns kilómetros (e que depois deve ter desistido por eu ter o ritmo de amador!).

Catalunha - Sta. Maria del Cami
Em Santa Maria del Cami, a caminho de Lèrida.

Saí de manha de Igualada com o objetivo primario de chegar a Tàrrega, o que seriam 47km, subindo dos 300m até asos 700m em 15km, e depois descendo lentamente até alcançar os 47k a 370m de altitude. Tinha tambem em mente a possibilidade de, fazendo este trajeto em 4 horas, na parte da manha, conseguiria com poucas complicaçoes de caminho, chegar a Lérida (ou Lleida como se diz em Catalao, lingua mais falada na Catalunha, e umas das quatro linguas oficiais de Espanha), que estaria a 45km de distancia e com varios trechos de caminho plano e descendente até chegar aos 150m no destino final - Lèrida.

Depois de ter chegado a Tàrrega, procurei um restaurante para me saciar a fome de cavalo e de onde pudesse ter vista sobre a bicicleta. Sim, porque isto na Ibéria é só ladroagem e mais vale prevenir que remediar. Ainda estou para saber quem foi o esperto que levou a minha bike antiga, acabada de estrear, que escostei na porta da rádio da minha universidade, o prestigiado Técnico, durante poucos minutos e ao minimo virar de cabeça ma roubaram. Fogo, estamos no Tecnico, e foi mesmo em muito pouco tempo que isto aconteceu.. Mas cá se fazem, cá se pagam e o Karma vai voltar ou chegou já com um roubo a essa pessoa no futuro. Bom, mega Bistek (aka bitoque em portugal) chegou à mesa, precedido de uma salada rica, e ainda com uma salada de frutas. Assim consegui as energias para a pedalada da tarde.

O percurso foi em geral tranquilo, sempre com uma berma boa para pedalar. Muitas vezes tive uma estrada quase toda para mim, pois justamente ao lado de quase todo o percurso da estrada N2, encontra-se a Auto-Vía.





Espanha - "Por la carretera" de Bicicleta from João Aguiar on Vimeo.Dia 22 de julho 2009, na catalunha, a caminho de Lerida (Lledia) - 2a Etapa do Trans-Iberiano de Bicicleta
Chegado a Lérida foi recebido pelo Xavier, da rede Hospitality Club, um bombeiro profissional que trabalha em Mollerussa, a cerca de 20km de Lèrida. Infelizmente, e como terao ouvido nas noticias em Portugal, alguns colegas seus tinham morrido num incendio perto de Tarragona, ha poucos dias atrás. Deixa-me a pensar na nobreza incrivel desta profissao, do seu risco, e da sua importancia em Espanha e Portugal, onde no verao, as terras sao quase que dizimadas pelas chamas. As estatisticas dos incendios parecem uma anedota por vezes, e é incrivel que os estados nao estejam a melhorar as coisas de ano para ano. Partirá também das pessoas civis claro, mas, que os estados façam mais vigilancia, mais limpezas e rega de terrenos, que contratem mais bombeiros, com mais e melhor formaçao. Dizem que nao ha dinheiro... pois... nao sei, nao. Em Portugal sacos azuis, ha muitos. Bom, ja retomo a esse tema.

Chegado a Lérida
Chegado a Lérida, com vista sobre o Rio Segre e a Sè "Seu Vella".
Chegado entao a Lerida, fui recebido pelo "Xavi", Xavier, como se diria no Brasil, "um cara super gente boa" eheheh, deixou-me num quarto de sua casa onde me instalei e coloquei tambem a bicicleta.. a minha melhor companheira agora.. e que já tem um nome - "Ibéria". Desde que cheguei, quarta-feira à noite atè hoje, sábado tenho passeado pela cidade e estou muito bem impressionado. Uma cidade pequena mas com muito tecido empresarial, industrial e tecnológico. O desemprego aqui é de 3%, face aos 10% de media nacional da Espanha, ou seja nada. Vêm-se vários imigrantes nas ruas e que virao aqui em busca de trabalho. As infra-estruturas que a camara municipal tem construido sao impressionantes. Num pequeno passeio pelo centro vi a nova Estaçao de comboios (onde passa o comboio de alta velocidade), o Fórum Sala de Espetaculos, o Museu da Cidade (que agora integra 3 museus num so), varias ruas arranjadas, bairros novos construidos, duas pontes novas sobre o rio, e tudo obra do atual presidente da camara (ou alcalde, como dizem em castelhano). Segundo me disse o Xavier, este alcalde era um antigo empresàrio que tem feito muito nos utimos 4 anos, quando chegou ao poder. Deixa-me a pensar, que parece que dinheiro numa autarquia existe... principalmente nas cidades, onde existe industria, empresas e bons numeros populacionais, onde chegam impostos à municipalidade. 

terça-feira, 21 de julho de 2009

Trans-Iberiano - 1a Etapa - Barcelona-Capellades

Pelas 9h da manha de 20 de Julho de 2009, segunda-feira, saí de Barcelona, do bairro de Gràcia, na Carrer de Ramon y Cajal, numero 106 (o meu quarto alugado em barcelona por 1 semana), em direcao a Lisboa, de bicicleta.

Bicicleta nova, propria para o cicloturismo, equipada com porta-paquetes, alforges, tenda de campismo para a eventualidade e mais alguns utensilios para o desenrascanso de quem viaja por terra, em transporte proprio, bicicleta e sozinho, ate Portugal. Sai de barcelona em ciclovia, em grande estilo. Passei por Llobegrat, ja nos suburbios de Barcelona, cruzei uma serie de povitos ate chegar a Martorell pelas 11h30. Descansei até pelas 13h, altura em que fui almocar à acolhedora tasca "Baviera", de uma senhora que havia ja viajado muito tambem. Voltei a descnsar, a preparara-me fisicamente, escutar musica, rever o trajecto e pelas 16h sai rumo a Igualada. O sol estava tao quente ainda, que parei de novo e sai pelas 17h. O problema è que o horario solar espanhol esta atrasado em relacao ao horario da europa central - GMT+1h. E barcelona esta na ponta mais leste da espanha.. enfim. Quer isto dizer que devo pedalar desde que o sol se levante, pelas 6h-7h atè às 13h, o que corresponde ao horario solar normal ate às 11h, quando o azimute solar é mais baixo e menos danoso para o corpo - Em portugal sempre ouvimos o conselho de nao ficar expostos ao sol entre as 12h e as 16h, pois bem, e è disso que se trata.

Depois de Martorell é que vinha o melhor.. ou pior, enfim, nem sei como dizer. Uma serie forte de montanha, ao nivel das Montanhas de Montserrat, contudo com vistas incriveis sobre este lugar magico, e pior que tudo, com varios troços sem berma e ainda para mais, com 5 camioes por minuto a passar... o que é fatal para o ciclismo. Eu é que nao me arrisquei a ir na estrada e peguei na bike que nem um burro e andava fielmente ao meu lado ate voltar a pedalar na berma da estrada. Tambem adicionar o fato de que a bicicleta carregada fica mais instavel, dificl de controlar, devido à deslocaçao do centro de massa. Por isso, ia com muito cuidado, sem arriscar demasiado, ainda mais para um mancebo das longas viagens de bicicleta como eu. Uma coisa é certa: Devagar se vai ao longe.

Pelas 19h30, a senhora Helen, do site Hospitality Club, que eu havia contatado para saber se me podia receber em casa com a sua familia (e pôde!), liga-me a perguntar onde ando.. que nem uma mae (ela mesmo que me disse isso depois! ahahah..) digo-lhe que estou a caminho, pouco depois de Piera. Uma vez que ja estava tarde, ela sugeriu vir buscar-me e ajudar-me nos restantes 10km de bicicleta ate sua casa, nas arredores de Igualada. Chegou com uma carrinha, tipo VW Sharan, ond coube a bicicleta na bagageira. SUCESSO. E digo-vos que os restantes 10km seriam bem hardcore, e que para o primeiro dia, ja havia feito bastante para quem nao pedalava o dia todo ha 2 anos (desde que nfui a trioa de bike)..50km, de saida de barcelona ate Piera. Assim levou-me ate Capellades (poupou 1 hora de montanha), e dai ate â urbanizaçao onde mora a sua familia (poupou-me a subida ingreme de um monte de 900m). Uma familia muito acolhedora me recebeu, com um quarto grande, com uma grande cama de casal para descansar. So faltou a mulher! ;)

Ao jantar conversamos sobre historia, religiao e judaismo tambem, do qual sao seguidores. Incrivel o legado e a presença na Peninsula Iberica. Os sefarditas sao os judeus que habitaram a peninsula, e que hoje subsistem mas ja muito misturados com os povos ibericos mais ancestrais. Na verdade esta peninsula é uma misturada.. "tudo na mesma panela" como dizem os Terrakota, e que panela fervente no verao! Hoje em dia, os apelidos sao a prova mais simples de que as pessoas tem ascendencia judaica ou nao. Todos os apelidos com nomes de arvores, frutos, nomes de cidades e rios, deverao revelar a ascendncia judaica. Na verdade foi o metodo adotado por muitos judeus para se enraizaram mais facilemente dentro das povoacoes de portugal e espanha. Eu tenho o aopelido Lopes que me disseram ontem que é de origem judacia. Tenho que falar entao com o meu pai sobre isso.

Ja nao e a primeira vez que uma familia judaica me recebe, e sao sempre muito boa gente.

Ontem pelo fim da tarde tinha ja decidido ficar um dia mais nesta casa, pelo cansaço do primeiro dia, pelo bom acolhimento, e para prepapar melhor a 2a etapa, pelo que saio amanha, 4a feira, dia 23 de Julho, de novo na estrada e com os pés nos pedais.

Até logo,

Joao Carlos Pina Alves Lopes Aguiar

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Trans-Iberiano - De Barcelona até Lisboa em Bicicleta

Contato na Espanha: +34 65 002 7238

Depois de ter tido a ideia de embarcar no Trans-Siberiano, desde Pequim até Moscovo, e ter desistido pelos preços que as agências me mostraram, pela burocracia em obter os vistos e também pelo tempo que levaria, fixei-me na ideia de que quando chegasse à Península Ibérica iria fazer um Trans-Iberiano, mas pondo de parte o comboio, e antes dando ao pedal.

Chegado a Barcelona comprei então uma bicicleta. Destino final - Lisboa. Tenciono demorar 1 mês passando pelo norte da Espanha e de Portugal, visitando a terra do meu pai em Trás-os-Montes, descendo até ao centro do país, e chegando a Lisboa pela costa.

Será aproximadamente esta a rota:

View Larger Map


Parto na próxima segunda-feira, dia 20 de Julho, pelas 7h da manhã. Por não estar treinado a pedalar e também para manter um ritmo leve, tenciono pedalar cerca de 50km por dia, pelo que levará cerca de 1 mês a chegar a Portugal.

Aqui ficam imagens da minha nova paixão ;)
Bicicleta Bicicleta
Bicicleta

Até breve!

Fica aqui de novo, o meu contato na Espanha. O meu número 96 está também ligado sempre que o número espanhol estiver desligado.


Contato na Espanha: +34 65 002 7238

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Fotos do Japão

Fotos do Japão tiradas em Junho de 2009



Vê as fotos em maior tamanho e com comentários aqui
Mais fotos da viagem aqui

Fotos da França

Fotos da França tiradas em Julho de 2009



Vê as fotos em maior tamanho e com comentários aqui
Mais fotos da viagem aqui

Lisboa, aí vou eu!


Pois é amigos, já comprei a minha bicla, agora é só pedalar!

domingo, 12 de julho de 2009

Fotos da Bélgica


Fotos da Bélgica tiradas em Julho de 2009



Mais fotos da viagem aqui

Fotos da Holanda

Fotos da Holanda tiradas em Julho de 2009



Mais fotos da viagem aqui

Fotos da Alemanha

Fotos da Alemanha tiradas em Junho de 2009



Mais fotos da viagem aqui

Fotos de Londres


sábado, 11 de julho de 2009

Vídeos da Amazónia

Gravados na viagem à Amazonia Peruana, perto da cidade de Iquitos, em Março de 2009. Enjoy!

Cruzando lagos verdes da Amazónia from João Aguiar on Vimeo.

Crossing green lakes in the peruvian amazon



Golfinhos na Amazónia from João Aguiar on Vimeo.

Dolphins in the peruvian amazon - March 2009



Noite de campismo na Amazónia from João Aguiar on Vimeo.

Na amazónia peruana, perto de Iquitos. Março 2009



Amazónia - Árvores submersas from João Aguiar on Vimeo.

Navegando por entre as árvores submersas na Amazónia Peruana. Março 2009



quinta-feira, 9 de julho de 2009

Com o pé na Península Ibérica

Dia 7 de Julho de 2009 - Em missão nos comboios regionais de França e Espanha, a caminho de Barcelona.

Dijon - Lyon (França)
Primeira parte da viagem de Dijon (França) até Barcelona (Espanha / Catalunha) - manhã dia 7 de Julho de 2009 - 7h30 até 09h30

Lyon - Avignon (França)
Manhã de 7 de julho 2009 - 10h30 até 13h. A caminho de barcelona nos comboios regionais de frança

Avignon - Narbonne (França)
Tarde de 7 de julho de 2009 - 13h30 até 15h30.

Narbonne - Perpignan (França)
Fim de tarde de 7 de julho de 2009 - 16h - 17h.

Perpignan - Port Bou (Espanha)
Fim de tarde de 7 de julho de 2009 - 17h30 - 18h15. Até à fronteira espanhola - Port Bou. Ao sair do comboio os policias quiseram verificar a minha identidade. Mostrei-lhes o Bilhete de Identidade português e o polícia pôs-se a analisar bem se era verdadeiro... o policia pergunta-me em espanhol "Donde vives?" ao que respondo "Em Lisboa", e aí ele, depois de já ter lido onde morava no B.I. diz "Ah, si claro, Lisboa." Estava a testar se sabia onde ia, mas pergunto-me.. as fronteiras na europa não foram abolidas? hmmmmmm.

Port Bou - Barcelona (Espanha)
Cair da noite de 7 de julho de 2009 - 19h - 21h30. Desde a fronteira com a frança - Port Bou - até Barcelona, capital da Catalunha.

Aqui está o mapa do trajeto:

Visualizar Mapa d'Os Meus Descobrimentos em um mapa maior

Depois de Barcelona, o próximo destino é Lisboa! Vamos a saber como...
;)

Música: Amaparonia - álbum "Enchilao"
Livro: Ernesto Sabato - La Resistencia - MEGA LIVRO
Filme: Cronicamente Inviável (Brasil)

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Bruxelas - Namur - Dijon

Seguindo caminho pela Europa fora com o bilhete de Inter-rail de 10 dias que comprei em Munique.

Bruxelas - Brugge - Namur (Bélgica)
dia 5 de julho, pelas 17h30, a caminho da frança e depois barcelona! Namur - cidade bonita, tranquila e notou-se ja uma diferença nas pessoas da waledónia (parte francesa no sul da belgica) para as da flandres (parte flamenca no norte).. o pessoal aqui no sul mais aberto, conversador, simpatico. Brugge foi muito bonito mesmo. Alugeui uma bike e passei o dia a pedalar, parar, tirar foto, seguir.. acabei por ver muito mais, do que se estivesse a pé.

Namur - Mulhouse (França)
Manhã de 6 de Julho, cruzando a Belgica, Luxemburgo, entrando na França por Lourainne e Alsace.

Mulhouse-Dijon (França)
Tarde de 6 de Julho, Dijon, capital da regiao da Burgonha, donde era o avô do nosso primeiro Rei.. D.Afonso Henriques. Viagem de comboio muito bonita pela campagne francesa e chegada em Dijon pelas 18h, ainda a tempo de ir deixar as malas ao albergue e passear na cidade até ao pôr do sol, pelas 22h... Cidade com muita história, com largos, monumentos e igrejas bonitas, gente simpatica.

Et voilá la carte!

Visualizar Os Meus Descobrimentos em um mapa maior


Cada vez mais perto da Tuga. Amanhã - em missão para Barcelona!

Até Breve!